Seguidores

segunda-feira, 25 de abril de 2011

TILLANDSIA POHLIANA

 Nome Científico: Pohliana Tillandsia
 Nome Popular: Tillandsia Pohliana
 Família: Bromeliaceae
 Subfamília: Tillandsioideae
 Origem: América do Sul
 Ciclo de Vida: Perene
 Por: Rômulo Cavalcanti Braga

A Tillandsia Pohlyana é uma espécie da subfamília das Tillandsioideaes. É endêmica da America do Sul (Peru, Bolívia, Brasil, Paraguai e Argentina), onde cresce sobre rochas, bem como em árvores e madeiras secas. Está ameaçada de extinção pela perda de seu habitat, pela conversão das florestas em terras agrícolas, A destruição do habitat é a única ameaça para as espécies conhecidas. A Pohlyana se encontra na Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas da IUCN / 2010. Estamos tratando aqui de uma elegante espécie com folhas longas e as vezes de voltas dobradas. Sua inflorescências grandes produzem flores brancas. No Brasil ela é muito abundante em Minas Gerais, especialmente no município de Campina Verde no Triângulo Mineiro, sendo também encontrada em São Paulo. Reprodução – Nas plantas matrizes e / ou mãe após florescerem, posteriormente começará a surgir nas axilas dos exemplares pequenos brotos (filhotes), começam então a planta matriz começará a morrer lentamente, deixando em seu lugar de três a cinco filhotes que crescerão formando lindas touceiras. Cultivo – Por serem consideradas plantas CAM, as Tillandsias não devem ser regadas a noite. Necessitam de regas em dias alternados na forma de brumas ou névoas através de um aspessor. Devem estar em locais bem claros sem a incidência do sol diretamente sobre si. A ventilação é fator fundamental para a sua sobrevivência. A adubação deve se dar duas vezes no mês com produtos hidrossolúvel para Orquídeas, utilizando-se 1/3 da dosagem recomendada pelo fabricante diluída em um litro de água. Obs: Interessados na compra de exemplares destas variedades ou outras, favor solicitar Catálogo Fotográfico pelo e-mail: romulocbraga@uol.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário