Seguidores

sábado, 26 de fevereiro de 2011

TILLANDSIA FUNCKIANA

 Nome Científico: Funckiana Tillandsiae
 Nome Popular: Funckiana
 Família: Bromeliaceae
 Subfamília: Tillandsioideae
 Origem: Venezuela
 Ciclo de Vida: Perene
 Por: Rômulo Cavalcanti Braga

A Tillandsia Funckiana é uma espécie endêmica na Venezuela, está em vias de extinção em seu habitat e atualmente é relativamente rara. É um exemplar epífito que se fixa nas árvores esparsas de pequeno porte. As Tillandsias estão entre os deuses maiores das obras de arte da natureza. Descrição – Esta variedade chama a atenção pelo fascínio especial por causa de sua forma exótica e flores delicadas e vibrantes. A planta desenvolve longos caules finos cobertos por folhas macias lanceoladas verdes de tom acinzentado. Inflorescência – Nas pontas de seus caules surgem pequenas flores delicadas de um vermelho vivo vibrante. Reprodução – Em seu habitat tem a particularidade de ser fecundada pelos beija-flores. Ao longo de seu caule surgem novas ramificações que com o tempo vão se desprendendo da planta mãe, e levadas pelo vento irão se fixar em novas arvores, dando origem a outras touceiras. Iluminação – Aprecia bastante claridade sem a presença do sol direto, ficam ótimas em locais iluminados e claros dentro de casa. Ar – Necessita de ventilação leve e suave, uma vez que sua alimentação e água é captada pelas folhas. Irrigação – As regas são fundamentais para a Funckiana . Estas devem ser feitas em dias alternados com o auxilio de um aspessor, borrifando-se o exemplar sem encharcar. Adubação – Estas devem ser feitas uma vez por mês utilizando-se um fertilizante líquido hidrossolúvel na formulação NPK 10-10-10 ou 14-14-14 (observe que a presença mínima ou nenhuma do elemento COBRE é desejável, pois este em alta concentração leva as Bromélias a morte). Deve-se diluir uma colher de chá em um litro de água e aplicar nos exemplares com auxilio do aspessor nos horários mais frios. Fixação – Ela pode ser fixada com fios de arame (sem COBRE), linha de pesca, barbante ou ser colada a um pedaço de madeira ou troncos. Com o passar do tempo, suas raízes acabarão por juntar-se à madeira ou tronco permanentemente. Pode ser pendurada por um fio aéreo e com o tempo formará um aglomerado lindíssimo.
Obs: Interessados na compra de exemplares desta variedade ou outras, favor solicitar Catálogo Fotográfico pelo e-mail: romulocbraga@uol.com.br

2 comentários:

  1. Soube que você as tem para venda. Poderia entrr em contato comigo. Notylia63@gmail.com
    Obrigada,
    Aparecida

    ResponderExcluir
  2. Gostaria de receber catalogo por email
    andreiac252gmail.com

    ResponderExcluir